Parceiros

ACEP – ASSOCIAÇÃO PARA A COOPERAÇÃO ENTRE OS POVOS (coordenação)

logo ACEP.pngConstituída no início dos anos 90, a ACEP – Associação para a Cooperação Entre os Povos – define como objectivo da sua intervenção contribuir para um mundo mais equitativo e solidário, através da construção de laços de cooperação e de reforço mútuo, entre expressões de cidadania, em particular nos países de língua oficial portuguesa.

Os processos de pesquisa, reflexão e debate, em que a ACEP tem cooperado com outras organizações e instituições, têm sido desenvolvidos enquanto contributos para novas formas de construção de conhecimento novo, útil e partilhado, enfrentando múltiplos desafios de mundos em mudança.

No trabalho de sensibilização e de advocacia junto da opinião pública, a ACEP procura documentar e desocultar experiências e contextos do desenvolvimento, na recusa de estereótipos e visões simplistas, aliando preocupações éticas e estéticas, com a colaboração de profissionais do jornalismo e de várias formas de criação artística.

 

ATELIER MAR

Atelier-mar a.JPGCriado em 1979, o Atelier Mar tem desenvolvido programas de formação e pesquisa para a promoção e desenvolvimento das artes e ofícios em Cabo Verde. Mantêm a sede em Mindelo na ilha de S. Vicente e tem representação e actividades na ilha de Santo Antão, actuando pontualmente nas outras ilhas do país.

Dos programas de formação, ao longo de trinta anos da sua actividade, destacam-se entre outros, os de cerâmica, artes gráficas, audiovisuais, madeira, e pedra, áreas em que desenvolve uma pequena produção nas suas oficinas da Matiota, em Mindelo.

Reconhecido como ONG em 1987, o Atelier Mar vem desde essa data a actuar em programas de animação e desenvolvimento local. Assegura o funcionamento de um centro de animação cultural e tecnológica em Lajedos, Santo Antão, com programas no sector da educação básica, produção de materiais de construção civil com base nos recursos geológicos locais, transformação e alimentos e outras actividades sobretudo ligadas à cidadania. Em São Vicente actua em duas comunidades piscatórias, São Pedro e Salamansa e no meio rural como Madeiral e Calhau, além da periferia urbana do Mindelo.

 

PLATAFORMA DE ONG’s EM CABO VERDE

logo plataformaCVA Plataforma de ONG’s em Cabo Verde Vários é a rede de organizações da sociedade civil caboverdianas que tem como missão promover e representar as suas associadas junto de outros parceiros e de difundir informações sobre as essas mesmas organizações. A Plataforma promove também a realização de estudos e pesquisas e divulga programas e projectos realizados pelas ONG’s caboverdianas junto da sociedade.

A formação e capacitação das ONG’s é outra das áreas de intervenção da Plataforma, através de a realização de ateliers e/ou seminários, de assistência técnica na montagem de projectos, de visitas de estudo e da promoção de intercâmbios, e ainda de encontros de reflexão (encontros temáticos).

 

FONG-STP  FEDERAÇÃO DAS ONG’s EM SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE

Logo_FONGDesde a sua criação em 2001 que a FONG-STP procura ser uma referência enquanto representante das organizações da sociedade civil em São Tomé e Príncipe. A FONG-STP conta actualmente com um universo de 85 organizações associadas, promovendo actividades de capacitação dos seus membros numa perspectiva de contributo para um Desenvolvimento mais equitativo e sustentável do país.

Enquanto representante das ONG em São Tomé e Príncipe, a FONG-STP procura ser uma instituição credível não só para as organizações da sociedade civil em geral, como também para os parceiros de Desenvolvimento e a sociedade em geral. Nesse sentido, a sua intervenção tem-se pautado por valores como a equidade, a justiça social, a transparência e o rigor na prestação de contas.

 

TINIGUENA – ESTA TERRA É NOSSA!

tiniguenaA TINIGUENA – Esta Terra é Nossa! é uma ONG guineense, criada em 1991, que desenvolve acções nos domínios da protecção do meio ambiente, promoção do desenvolvimento participativo e durável e exercício da cidadania – os seus 3 eixos prioritários de intervenção.

A TINIGUENA tem como sectores-chave de intervenção a conservação da biodiversidade agrícola, a gestão durável dos recursos naturais, a valorização dos produtos e saberes da biodiversidade, a informação e sensibilização. As suas principais zonas de intervenção situam-se no sul da Guiné-Bissau, nomeadamente nas Ilhas Urok, a designada Zona Verde (nas Regiões de Quínara e de Bolama/Bijagós), e Cantanhez (na região de Tombali).

A Tiniguena intervém igualmente em Bissau, nomeadamente no Bairro Belém, onde tem sua sede e ainda a nível nacional, no âmbito do qual realiza várias acções de informação, sensibilização, comunicação e plaidoyer dirigido a um público diversificado, com destaque para a camada juvenil e os decisores.